autoconhecimento ensinamentos inspiração

Transcender para sentir a vida pulsar

Por Isabela Bento

Sinto que a cada dia que passa, a vida nos convida a transcender, a buscar uma conexão significativa e genuína com o todo que nos rodeia, com o divino que nos habita, com aquilo que é maior do que nós e ao mesmo tempo faz parte de nós.

A virtude da transcendência integra o caminho que nos leva ao autoconhecimento e à felicidade, reconhecendo o poder criativo e transformador da nossa humanidade e consciência desperta.

Este é um caminho a ser percorrido por toda a vida com disciplina, determinação, uma grande abertura e entrega às dádivas que chegarão como frutos e flores desse percurso, nem sempre fácil, mas certamente recompensador.

Não há fim, existe apenas o início e o desenvolvimento dessa jornada: o momento de despertar, de sair do modo piloto automático, a oportunidade em que abrimos os olhos da alma e sentimos a força do pulsar da vida.

Arrisco dizer que desenvolver a virtude da transcendência nunca foi tão fundamental como nos dias atuais, em que o mundo passa por uma pandemia, em que os modos de produção vigentes não mais se sustentam, oportunidade em que questionamos o que de fato verdadeiramente importa na nossa existência. Qual é o sentido de estarmos aqui, se não nos tornamos pessoas melhores para nós mesmos, para os outros e para a nossa grande casa em comum, o planeta Terra?

Acredito que viver a transcendência nos permite essa conexão ampla e profunda com a nossa verdade e potencial interno ilimitado. Ainda, ela nos conecta com todas as pessoas, seres e coisas ao nosso redor. Dessa percepção temos uma valiosa fonte de empatia e compaixão, por sua vez, poderosos recursos para grandes transformações ao nível pessoal e coletivo.

Talvez transcender seja uma chave que nos permite ouvir o nosso coração, seguir a nossa intuição, acessar a nossa sabedoria e encontrarmos um propósito maior que nos encanta e nos guia para que sigamos adiante, apesar de todas as adversidades.

Apesar de tudo, o sol sempre brilha. Apesar de tudo, a nossa luz interna nunca se apaga. Com essa luz podemos iluminar ao mundo, começando com nós mesmos e as pessoas a nossa volta.

Somos bilhões de lindos corações e não existimos sozinhos. Somos um todo interconectado. Somos, cada um, seres únicos em essência, vivendo uma experiência compartilhada cheia de desafios, aprendizados e oportunidades. Essa jornada pode ser leve, colaborativa e feliz.

Podemos escolher e nos treinar a viver com otimismo e esperança na humanidade e no mundo. O otimismo nos traz coragem e entusiasmo e nos impulsiona para a ação correta e coerente. Podemos escolher levar uma vida de amorosidade, plenitude e verdade. Podemos e devemos apreciar aquilo que é belo, em nós, nos outros, na natureza, nas pequenas e nas grandes realizações humanas.

Podemos nos preencher com a harmonia que brota dessa beleza. Podemos e devemos ser gratos aos mínimos detalhes que por vezes passam despercebidos.

Finalizo com um mantra de muita potência e generosidade que carrego sempre comigo:

Lokah Samastah Sukhino Bhavantu:

Que todos os seres sejam livres e felizes, que todos os nossos pensamentos, palavras e ações contribuam de alguma forma para a felicidade e liberdade de todos. Acredito que esse mantra manifesta em seu significado o real sentido da transcendência.

Já imaginou praticar yoga do conforto da sua casa ou de onde você estiver, sem a necessidade de perder tempo e/ou dinheiro com o deslocamento, e ainda assim contar com orientação profissional e segurança para a sua prática?

Contamos com o diferencial de aulas online ao vivo e personalizadas conforme as necessidades e os objetivos de cada aluno.

QUERO SABER MAIS

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *