yoga e ciência

Evidências científicas sobre os benefícios da prática regular de yoga

Olá, tudo bem?

Já queria escrever este post há algum tempo e fui postergando, mas antes tarde do que nunca! A inspiração para ele veio da minha participação em uma palestra na Faculdade de Medicina da UFMG em setembro deste ano, entitulada: “Yoga and Yoga Therapy: The Biomedical Science and Clinical Trial Evidence“. O palestrante foi o professor Sat Bir Singh Khalsa (PhD), que atua no campo da medicina corpo-mente da Harvard Medical School.

Não é novidade que o yoga ganha cada vez mais espaço na nossa sociedade e no mundo ocidental como um todo, assim como outras tradições orientais que cruzaram o oceano e hoje em dia fazem parte da vida de milhares de pessoas.

A Organização das Nações Unidas chegou inclusive a estabelecer o Dia Internacional do Yoga, através da Resolução 69/131 da Assembléia Geral , reconhecendo o yoga como uma abordagem holística de saúde e bem-estar e constatando que a disseminação ampla de informações sobre os benefícios da prática de yoga é extremamente benéfica para a saúde da população mundial.

E então podemos nos questionar: O que o yoga tem a oferecer que é tão atrativo e necessário nos dias atuais? Há alguma evidência científica de que o yoga é de fato assim tão benéfico como se propaga?

Particularmente, eu, Isabela, sempre fui muito aberta a novas experiências e sem muitos julgamentos. Nunca fui uma pessoa muito cética em relação ao autoconhecimento e à espiritualidade e sempre mergulhei fundo nessas questões, em busca me encontrar. Quando iniciei a minha prática de yoga, por exemplo, nunca havia lido nada sobre, mas tinha ouvido falar que era bom para ansiedade e na época estava passando por alguns momentos difíceis de lidar. Então resolvi tentar e ver como seria. E aqui estou hoje, praticante E professora de yoga. Como a minha professora Adriana dizia, no yoga vivemos uma experiência de primeira pessoa, não adianta alguém dizer que vai ser “assim ou assado”. Precisamos nos disponibilizar para a prática para sentirmos na pele tudo que o yoga pode nos proporcionar e cada pessoa vai experienciar essa vivência de uma forma particular.

Mas esse discurso na sociedade cientificista em que vivemos talvez não tenha muito espaço, há muito ceticismo e até mesmo pré conceitos em relação às práticas como o yoga e meditação. Todos temos o direito de fazer questionamentos e isso é muito positivo, porque é também dessa forma que podemos desconstruir alguns de nossos pré conceitos, sejam eles em relação ao yoga ou então a qualquer outra coisa com que nos deparemos.

Fato é que através desses mesmos questionamentos e tendo em vista a popularização do yoga no ocidente, os próprios cientistas começaram a desenvolver uma série de pesquisas que visam testar e provar os benefícios físicos e mentais que o yoga pode proporcionar e que já vinham sendo discutidos há muito tempo, dada a origem milenar do yoga. E esse assunto foi o tema principal da palestra em que mencionei lá no início do post.

O professor Sat Bir Singh Khalsa apresentou os resultados de pesquisas por ele conduzidas que comprovam o poder e a eficácia das práticas corpo-mente, como yoga e meditação, na prevenção e tratamento de diversas doenças. Além disso, foi falado também sobre o espaço cada vez maior que o yoga tem ganhado para além dos estúdios especializados, como uma consequência dessas mesmas evidências científicas que contribuem amplamente para a difusão do yoga para outros ambientes, como escolas, centros de saúde e também empresas.  No Brasil, por exemplo, existe a política nacional de Práticas Complementares e Integrativas em Saúde – PICS, um grande avanço e reconhecimento não somente dos benefícios do yoga, como também de diversas outras práticas, como aromaterapia, ayurveda, osteopatia, reiki, acupuntura e outras.

O professor Sat Bir Singh Khalsa é também o Diretor de Pesquisas de Yoga do Yoga Alliance, onde podemos acessar vários estudos já realizados sobre o tema aqui em discussão, divididos em categorias:

Pesquisa básica: psicofisiologia; saúde física e perfomance; funções cognitivas e emocionais; bem-estar e prevenção de doenças; transcendência e espiritualidade e yoga na sociedade.

Populações especiais: envelhecimento; saúde reprodutiva; estudantes e educação; yoga em ambientes institucionais e de trabalho;

Doenças e desordens: condições muscoesqueléticas; câncer; dores e inflamações; controle de peso e transtornos alimentares; condições cardiovasculares; diabetes e condições endócrinas; depressão e ansiedade; outras condições de saúde mental; condições pediátricas; condições respiratórias; condições neurológicas.

Além disso, cabe mencionar o relatório Uma introdução ao Yoga, da Harvard Medical School, que apresenta também uma abordagem científica resultante das pesquisas conduzidas considerando os benefícios físicos e mentais do yoga e meditação, como a força, a flexibilidade, o equilíbrio, saúde e bem-estar.

Concluímos que, com todo esse esforço para demonstrar os benefícios do yoga e os seus resultados positivos e surpreendentes, não há duvidas: praticar yoga é cuidar da saúde de forma integral, do corpo e da mente!

Com carinho,

Isabela

Já imaginou praticar yoga do conforto da sua casa ou de onde você estiver, sem a necessidade de perder tempo e/ou dinheiro com o deslocamento, e ainda assim contar com orientação profissional e segurança para a sua prática?

Contamos com o diferencial de aulas online ao vivo e personalizadas conforme as necessidades e os objetivos de cada aluno.

QUERO SABER MAIS

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *